A Linguagem Cinematográfica nos Games: do Gameplay à Cutscene 1

Autores

  • Karen K. Kremer

Palavras-chave:

cinema, Jogos Eletrônicos, Videogames

Resumo

O presente artigo almeja explorar a influência do cinema em três jogos eletrônicos recentes, analisando como a linguagem fílmica está presente nos games e como ela é cada vez mais empregada nos jogos da mais recente geração de consoles, gerando uma nova forma de comunicação audiovisual que mescla estes dois mídia em um tipo de entretenimento cada vez mais difuso. Para tal, o presente trabalho utiliza como base os games Crysis 2 (2011), I Am Alive (2012) e Max Payne 3 (2012), bem como os filmes 16 Quadras (2006) e O Livro de Eli (2010) para o desenvolvimento da pesquisa e a elaboração de uma análise comparativa concisa.

Biografia Autor

Karen K. Kremer

Graduanda de Bacharelado em História na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Historiadora com ênfase em Cinema, Games, TV, Educação Patrimonial e Iconografia. Cineasta, membro da International Screenwriters’ Association (ISA). Fotógrafa premiada. Colunista colabora do site TecMundo Games.

Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Downloads

Publicado

31-10-2015

Como Citar

Kremer, Karen K. 2015. «A Linguagem Cinematográfica Nos Games: Do Gameplay à Cutscene 1». Estrema: Revista Interdisciplinar De Humanidades 1 (7). Lisboa, Portugal.:22. http://estrema.letras.ulisboa.pt/ojs/index.php/estrema/article/view/68.

Edição

Secção

Artigos